"HALL OF FAME" - CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO GERAL AQUI:
A PRONAÇÃO DOLOROSA

A pronação dolorosa (também conhecida como "cotovelo da babá") é o deslocamento da cabeça do rádio (osso localizado no lado do polegar do antebraço) em relação ao ligamento anular na região do cotovelo (ligamento que auxilia na estabilidade do cotovelo).

usuario: senha:

ME CADASTRE  !                                       NÃO LEMBRO A SENHA/USUÁRIO

URGENTE, PROCURAM-SE PATROCINADORES

A plataforma misodor.com.br está organizando a primeira competição nacional de simulados online
"ESTUDAR PARA GANHAR"
Basicamente, trata-se de recompensar mensalmente, em dinheiro, livros de medicina ou artigos de uso médico os assinantes com as pontuações mais altas realizadas através dos simulados.
Aceitamos qualquer tipo de empresa legalmente constituida

CONTATO E DETALHES PELO E-MAIL:
misodor@yahoo.com

OBJETIVA: (545004 votos)..........95.49% das questões objetivas receberam votos.
O limite anatômico anterior do ouvido médio é representado por:
A. canal carotídeo
B. células mastoides
C. membrana timpânica
D. parede medial do ouvido interno
E. tuba auditiva ou trompa de Eustáquio

  RATING: 1.2

 

O limite anatômico anterior do ouvido médio é representado por:

A. canal carotídeo
CORRETO: O ouvido médio, ou cavidade timpânica, encontra-se localizado no osso temporal. Seu limite anterior é constituído pelo canal carotídeo, o posterior pelas células mastóides, o lateral pela membrana timpânica e o medial pela parede medial do ouvido interno.
B. células mastoides
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
C. membrana timpânica
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
D. parede medial do ouvido interno
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A
E. tuba auditiva ou trompa de Eustáquio
INCORRETO : veja a resposta da alternativa A

Gabarito:  A

AVALIE ESSA QUESTÃO: (1.2)

DISCURSIVA: (107278 votos) ..........99.24% das questões discursivas receberam votos.
Responda ás seguintes questões:
A) Para completar o ciclo de infecção e reprodução em uma célula: HIV passa pelas varias etapas. Indiquem estas etapas em ordem cronológica. (0,3 p)

B) Definem a noção de janela  imunológica, a duração dela e a importância nos testes de triagem dos doadores. (0,2 p)


RATING: 1.55

 

Responda ás seguintes questões:
A) Para completar o ciclo de infecção e reprodução em uma célula: HIV passa pelas varias etapas. Indiquem estas etapas em ordem cronológica. (0,3 p)

B) Definem a noção de janela  imunológica, a duração dela e a importância nos testes de triagem dos doadores. (0,2 p)

A) As etapas da infecção com HIV:
-Fusão com a superfície da célula e entrada no citoplasma. (0,05 p)
-Produção do DNA proviral a partir do RNA viral. (0,05 p)
-Integração no genoma da célula. (0,05 p)
-Produção de proteínas virais. (0,05 p)
-Saída da célula por brotamento. (0,05 p)
-Maturação extracelular do vírion. (0,05 p)

B) É importante lembrar a possibilidade de transmissão do HIV por parte de doador de sangue recém-infectado em que anticorpos séricos específicos anti-HIV ainda não são detectáveis. Esse período é conhecido como janela imunológica e tem duração média de 22 dias, considerando-se os resultados obtidos com os testes sorológicos atualmente em uso.
Várias situações podem aumentar o período de duração da denominada janela imunológica.
Sendo assim, é de vital importância para diminuir a transmissão do HIV por transfusão de sangue e de seus componentes a criteriosa avaliação de risco epidemiológico dos doadores, lá existem testes de amplificação de ácidos nucléicos que detectam a presença do HIV mais precocemente (cerca de 11 dias depois da ocorrência da infecção) que os testes sorológicos.
Esses exames têm hoje custo muito alto, mas já foram adotados por alguns países desenvolvidos e por poucos serviços privados do Brasil, havendo a expectativa de que passem a ser realizados brevemente pelos serviços públicos do nosso país.(0,2 p)

FONTE:
http://www.misodor.com.br/SIDA.php

AVALIE ESSA QUESTÃO: (1.55)

CASO CLINICO: (118437 votos)..........98.68% dos casos clinicos receberam votos.

Lactente, feminina, 4 meses, iniciou quadro de tremores e sialorreia, dando entrada no pronto socorro infantil (PSI) após 40 minutos de crise convulsiva. Foi medicada com Diazepam e dose de ataque de fenitoína, com redução da crise. Ao exame físico, apresentava fontanela abaulada, sem outras alterações. Histórico de internação em UTI neonatal por baixo-peso, fratura de fêmur direito aos 3 meses e caderneta vacinal atrasada, com imunização apenas para hepatite B. Reside com mãe e pai, ambos usuários de drogas, e com quatro irmãos, em apartamento com 4 cômodos, saneamento básico e água encanada. Após controle das crises convulsivas no PSI, permaneceu em observação, com cateter nasal de oxigênio (O2), evoluindo com quadro comatoso. Foi iniciada antibioticoterapia venosa empírica por suspeita de meningite, solicitada vaga em unidade de tratamento intensivo (UTI) pediátrica e tomografia computadorizada (TC) de crânio. A TC evidenciou edema cerebral importante, possível área de fratura de crânio e presença de áreas compatíveis com hemorragia cerebral frontal.

(I) Qual a principal hipótese diagnóstica? - 0,1 pontos;

(II) Enumeram pelo menos três elementos do quadro clinico que justifiquem essa suspeita. - 0,15 pontos;

(III) Enumeram os meios diagnósticos essenciais para confirmar a hipótese. 0,25 pontos;




RATING: 0

(I) Qual a principal hipótese diagnóstica?

O abuso infantil (0,05 p), provavelmente síndrome de bebê sacudido (0,05 p)

(II) Enumeram pelo menos três elementos do quadro clinico (anamnese e exame fisico) que justifiquem essa suspeita (0,05 p para cada um dos três inclusos nesta lista)

  • baixo-peso ao nascimento;

  • abuso de drogas e álcool;

  • instabilidade familiar;

  • violência doméstica;

  • baixo estatuto socioeconômico;

  • fratura de fêmur direito aos 3 meses;

  • caderneta vacinal atrasada

(III) Enumeram os meios diagnósticos essenciais para confirmar a hipótese.

São exames fundamentais:

  • a fundoscopia – para avaliação de hemorragia retiniana (0,05 p)

  • hemograma completo (0,05 p)

  • função hepática (0,05 p)

  • estudo de coagulação (0,05 p)

  • TC sem contraste para detecção de HS e hemorragias subaracnoideas. (0,05 p)

AVALIE ESSE CASO CLINICO: (0)


1477 USUARIOS INSCRITOS
305 PROVAS FEITAS POR ASSINANTES
726 RECADOS DOS VISITANTES

 


NOSSO BANCO DE PROVAS TEM: 9198 QUESTÕES OBJETIVAS, PRECISAMENTE: 2319 DE CLINICA, 4011 DE PEDIATRIA, 1431 DE CIRURGIA, 435 DE OBSTETRICA-GINECOLOGIA, 752 DE SAUDE PUBLICA 131 QUESTÕES DISSERTATIVAS E 152 CASOS CLINICOS

 


Todos os direitos reservados. 2022.
O site misodor.com.br está online desde 04 de novembro de 2008
O nome, o logo e o site MISODOR são propriedade declarada do webmaster
Qualquer conteudo deste site pode ser integralmente ou parcialmente reproduzido, com a condição da menção da fonte.